sexta-feira, 23 de julho de 2010

Cova Rasa #1

Hart Island, em New York. O maior cemitério de indigentes do mundo, com mais de 50 mil covas marcadas apenas com um número, sem nomes. Esquecidos pelo governo, os "moradores" desse cemitério são vítimas não-identificadas de assassinatos, esquecidas pela polícia. Mas não por um homem. John Doe dedica a sua vida investigando, túmulo por túmulo, quem eram as pessoas enterradas na Cova Rasa de Hart Island. Pois, para ele, essas pessoas foram destituídas daquilo que é de mais importante num ser humano: seu nome. Sem identidade, sem história pra contar, a vida dessas pessoas passa em branco. E seus assassinatos ficam impunes. Mas não se John Doe puder evitar. Roteiros de Mark Waid (Flash, Captain America vol. 3) e traço de Paul Azaceta (Amazing Spider-Man, Punisher Noir) nos levam a esse lado menos conspícuo de New York, com tradução de Alex Kerscher (seu maravilhoso novo redator aqui da QI, anteriormente conhecido como Squall), revisões dos pesos pesados da QI, Ricardo Jevoux e Paula Aeris e diagramação do onipresente HiF.

Aviso aos desavisados: Cova Rasa teve algumas edições publicadas pela Vertigem, parceira e amiga da SóQuadrinhos. Aparentemente apenas algumas edições foram publicadas, mas esse não é o ponto: teríamos respeitado a empreitada da Vertigem se não fosse por um detalhe: não sabíamos dela já estar engajada antes no projeto. A HQ já tinha sido diagramada quando eu vi Potter's Field lá no Blog. Você pode conferir a versão Vertiginosa clicando aqui.



Link no mediafire.
Link no hub SQ.
Link do DLC no hub.

Nenhum comentário:

Postar um comentário